sexta-feira, 22 de maio de 2015

Passado Risonho

Normalmente as pessoas tendem sempre a caracterizar as épocas passadas como melhores do que a actual. Este facto é mais notório quando referenciado pelas pessoas já de uma certa idade. Às vezes, até deixam os mais novos confusos. Estas pessoas estão constantemente a relatar histórias da dura vida que tiveram. Estas histórias, algumas, têm episódios de fome ou privação de comida, de falta de condições sanitárias, pouco acesso aos cuidados de saúde, falta de electricidade, limitado acesso a informação e educação... Por isso, para os “consumistas” “materialistas” da era dos TIC´s pode ser difícil perceber. No entanto, nestes casos, mesmo que seja difícil perceber, é possível fazer uma “analogia” que poderá ajudar a perceber o porquê. Ora vejamos, por mais que tenham sido difícieis estes foram os seus anos gloriosos. Os anos em que poderiam lutar pelo que quer que fosse, em que dependiam de si mesmos, em que acreditavam que poderiam fazer o que quer que fosse.
 Porém, esta caracterização “positiva” do passado é também feita pelos com “pouca idade”. Por vezes, para se comparem com os mais novos que parecem ser de uma era longínqua.
Contudo, há o mais curioso. Depois de chegar a fase jovem/adultos, as pessoas caracterizam a infância como a melhor fase da sua vida onde viviam praticamente num “conto de fadas”.
Sem hipocrisia, quem trocava a época que vive, as experiências que já tem  pelos bons anos do passado que foram tão bons e tão risonhos?


Paula Ribeiiro