sexta-feira, 26 de maio de 2017

Olá



Sei que muitas coisas mudaram na nossa vida...

Sei que a distância que nos separa hoje não é apenas uma linha e um monte, mas sim um oceano, no entanto ainda assim, às vezes imagino-te a ligar-me e dizer "vou apanhar o último comboio, chego a tua casa daqui a pouco”.

Bem sei que já não posso ligar-te muito tarde para não acordar os meninos, e nem podemos falar muito para não incomodar a pessoa ao teu lado, mas ainda sim de vez em quando apanho o telefone para te ligar sem pensar na hora.

Também sei que já não faz sentido dormimos na mesma cama ou no mesmo quarto. O pior é que já nem há “espaço”, mas finjo que não percebo que já não há “espaço”.

É óbvio que já não estou aí, aliás nem tu estás aí, mas quero que me mandes mensagem a pedir para ir ter contigo. Ou então que me peças para te abrir a porta.

Sei que muitas coisas mudaram, mas isto não significa que não preciso de ti, que não tenho saudades tuas.

Paula Ribeiro